“Tradicional” ou “ao gosto do freguês”

Eduardo e Mônica: errar é humano, persistir no erro e não aprender com ele é manchar a reputação!
8 de julho de 2011
Vamos começar pelo básico, o que é marca?
15 de julho de 2011

“Tradicional” ou “ao gosto do freguês”

Qual perfil de mestre de cerimônias faz mais sucesso?

Brincadeiras a parte, o título e a imagem escolhida são formas descontraídas de provocar um debate entre os leitores do #Blogrelacoes em torno dos perfis de mestre de cerimônias.

A oportunidade de tratar sobre este tema surgiu a partir de um e-mail que recebi solicitando orçamento para um baile de formaturas. A pessoa que entrou em contato comigo deixou claro que não gostou do mestre de cerimônias da empresa contratada, pois se tratava de um profissional muito “tradicional”, e que estava pesquisando outros “mais modernos”, que segundo ela, se aproximam do que eles (formandos) realmente buscavam.

Mas afinal de contas, as novas gerações de mestre de cerimônias estão ganhando mais espaço no mercado? O Cafezinho tradicional está perdendo espaço para as variações mais enfeitadas do produto? Em minha opinião existe mercado para todos, dos tradicionais aos mais flexíveis, ou ao gosto do freguês como preferirem. É bom deixar claro que independente do gênero, cor, idade ou perfil escolhido, todos profissionais têm que respeitar as leis que regem o cerimonial e suas regras de precedência, fundamental também, é não confundir o “moderno” com apresentador/animador e o “tradicional” com o ultrapassado.

A escolha do perfil depende do tipo e ocasião do evento. Há ocasiões que exigem mais formalidades e outras que podemos seguir as regras de forma ”mais leve”, é aí que entra o ponto positivo para o bom profissional, a experiência de saber a medida certa entre o tradicional e o flexível, a ponderação entre o saber conduzir e o aparecer, ser referência sem ser a estrela do evento.

O café serve como exemplo clássico para essa transição. Grande parte dos consumidores assíduos não dispensam no dia a dia os produtos mais tradicionais, mas ao mesmo tempo não recusam provar de vez em quando as inovações oferecidas pela matéria prima. A flexibilidade é permitida em determinadas ocasiões, o perfil do mestre de cerimônias está associado à imagem que o evento quer passar. E você, já sabe qual perfil prefere?

Redação TMPRP
Redação TMPRP
Acompanhe:
“Tradicional” ou “ao gosto do freguês”

Comentários

2145