Comunicação e comida: combinam?

Histórias na comunicação organizacional num mundo multitempos e multiespaços
24 de agosto de 2011
Você se sente confortável e confiante ao falar em público?
26 de agosto de 2011

Comunicação e comida: combinam?

Resposta: Sim! E para provar isso, vou mostrar pra vocês cinco ações diferenciadas, de cinco empresas do ramo alimentício com atuações opostas e cada uma utilizando uma plataforma diferente. Olha só:

Nissin: Dia do Miojo

Vou começar pela ação mais recente e que acontece HOJE! Para celebrar os 53 anos de seu macarrão instantâneo – mais conhecido como miojo –, a Nissin convidou três prestigiados restaurantes paulistanos para incluírem em seus cardápios receitas gourmet exclusivas com o produto. É neste dia 25 de agosto, intitulado “Dia do Miojo”, que o Carlota, Capim Santo e o Boa Bistrô vão servir receitas feitas especialmente para a data no almoço e jantar. Os pratos variam de R$ 28 a R$ 69…’topa’ o convite?

 

 

Yogoberry: Foursquare

Pra você que não vê muito sentido em dar check-in no Foursquare e muito menos em ser “mayor” de algum lugar, a Yogoberry te convencerá! Nesta sexta-feira, 19 de agosto, a marca de yogurt frozen estava com uma ação em todo o País para suas lojas na rede social de geolocalização. Bastava dar um check-in no local e apresentar para um atendente, mostrando que também é mayor e voilá! Na compra de um frozen de qualquer tamanho, o “prefeito” tinha direito a escolher quantos toppings quisesse. O limite era o que coubesse no pote #gordinhafeelings rs!

Morton’s Steakhouse: tweet = entrega

Essa história pode parecer mentira, mas é real! O investidor Peter Shankman, um frequentador da casa de carnes Morton’s Steakhouse, passou o dia inteiro correndo entre um compromisso e outro. Resultado final: fome! À noite, ao embarcar em um voo, tuitou brincando se a Morton’s não poderia encontrá-lo em seu destino final com um bife. Sim meus caros, eles foram! Com a loja mais próxima do aeroporto (38km) e um voo de 2h30 de duração, Peter desembarcou e encontrou um homem de smoking, com uma sacola da casa de carnes, um pedaço de carne de 700g, uma porção de camarões, batatas para acompanhar, pão, dois guardanapos e talheres. Uma palavra: surreal!

McDonald’s: McGourmet

Conhecido como “junkie food”, o McDonald’s resolveu mostrar que os ingredientes de sua rede de fast food também podem se transformar em alta gastronomia e que são os mesmos encontrados nas casas de seus consumidores. Nas mãos da nutricionista e chef de cozinha Maria Luiza Ctenas, batizado de McGourmet, os jantares anuais de relacionamento com jornalistas e formadores de opinião, que acontecem desde 2004, trazem um cardápio SÓ com os ingredientes dos restaurantes McDonald’s. A chef já criou mais de 260 pratos! A iniciativa é brasileira e hoje o case de sucesso é apresentado para outros países, com treinamento da própria Maria Luiza, para que seja implantado nas demais lojas da rede pelo mundo.

 

Ruffles: “Faça-me um sabor”

Acho que muita gente acompanhou, mas vale a pena relembrar. A Ruffles lançou uma promoção para que os consumidores sugerissem um novo sabor para suas batatas. Após receber mais de 2 milhões de inscrições de dicas, foram selecionadas as opções com novos ingredientes: Strogonuffles, Yakissobaaa! e HoneyMoonstard (mel e mostarda) que estão à venda para experiência. O preferido dos consumidores será mantido no mercado por, pelo menos, mais três meses e o vencedor receberá R$ 50 mil em barras de ouro, além do inédito prêmio de 1% sobre todo faturamento líquido gerado pelo novo produto (vulgo, sócio da marca).

Cinco histórias de comunicação de cinco empresas alimentícias. Cada uma com sua característica, com seu meio – seja Foursquare, monitoramento de Twitter, ação institucional/comemorativa, encontro de good will (relacionamento com público de interesse) ou colaboração –, mas todas saíram do modelo convencional de foco na venda do produto a partir de campanhas publicitárias, com chamadas para preços e afins.

Compartilho aqui cinco ações que mostram o quanto o mercado de comunicação é imenso de oportunidades (on e offline) e de possibilidade para novas (e ótimas) ideias! Hoje, o público quer algo inusitado, diferente, pois isso é relevância. Vou além: todas buscam o mesmo resultado – fidelização de seus consumidores! Preço e qualidade não seguram mais um cliente, pois a concorrência pode oferecer o mesmo. Então, a comunicação se torna um diferencial competitivo, ainda mais com um insight na hora certa, agilidade e assertividade. E acho que essas cinco marcas conseguiram!

E você, o que achou das ações? Concorda? O espaço aí embaixo é todo seu 😉

Redação TMPRP
Redação TMPRP
Acompanhe:
Comunicação e comida: combinam?

Comentários

2440