Os 3% do “lado de cá”, a tensa realidade do vestibulando.

Como desconstruir uma marca
18 de agosto de 2011
A Manipulação da Palavra e a Falácia da Comunicação
22 de agosto de 2011

Os 3% do “lado de cá”, a tensa realidade do vestibulando.

O primeiro post que eu fiz aqui foi sobre as “Três grandes dúvidas dos estudantes de Relações Públicas”. Falei da dúvida na escolha da futura profissão, da dúvida do que é a profissão durante a faculdade e como se estabilizar no mercado de trabalho sendo recém-formado.

Hoje vou voltar um pouco do processo; já que a minha coluna é “Universidades”, vou falar do processo de entrar em uma.

E então, você se lembra do dia do seu vestibular? Lembra da ansiedade de passar? Aquele monte de perguntas: Será que é isso mesmo? Será que não vou me arrepender?

Baseado em todos esses aspectos é que estudantes de audiovisual da Universidade de São Paulo criaram uma Websérie sobre o “lado de lá” e está fazendo sucesso no YouTube .

Manuela Meneses fala que a “websérie brasileira de ficção ‘3%’ aborda as dificuldades de uma nação dividida em duas partes. O ‘lado de lá’, que promete farturas, curas e uma vida melhor, e o ‘lado de cá’, miserável, cujos moradores só recebem uma oportunidade dos líderes do outro lado quando completam 20 anos”.

Realmente tenso se fosse desta forma, né? Porém, não é tão diferente. Imaginem a quantidade de vestibulandos que existe! E quantos conseguem passar ou no vestibular ou até ir bem no ENEM para não pagar a faculdade?

O meu primeiro vestibular foi para Direito na Universidade de São Paulo; a nota de corte era 62 (Fuvest). Depois, mudei de ideia e prestei para Relações Públicas; nota de corte 42 (Fuvest). Foram os anos mais temidos e tensos da minha vida. E hoje, já no fim, vejo a aflição de muitos para entrar do lado de lá, como a Gabriella que está superansiosa:

E o “Teteu” que estudou o ano todo e agora torce para passar para o “lado de lá”.

A Websérie diz que somente 3% dos vestibulandos passam no vestibular – isso que dizem que entrar na Universidade não é difícil; sair que é – e mostra também que a vida “do lado de cá” é bem difícil, para os que não ficam.

A websérie nos envolve muito e realmente me trouxe aquela ansiedade que sempre tive nos processos seletivos.

Fica a dica da websérie! Quero ver vocês me contando como foi ou está sendo o processo de passar para “o lado de lá” e no próximo post pretendo mostrar a experiência de algumas pessoas sobre o “lado de cá” nas Relações Públicas.

Belle Silva
Belle Silva
Consultora de Planejamento Digital; fundadora e editora do blog A Bordo da Comunicação. Monitora de sala na ESPM nos cursos de Redes Sociais e Inovação Digital e Planejamento Digital. Co-organizadora da Arena Virtual na Feira do Empreendedor Recife 2010 e 2012, e também da versão Arena Digital Pocket em 2011. Escreve sobre Inovação e tecnologia no blog Relações e também é Head of Strategy & Business Development da Blending Visions.
Acompanhe:
Os 3% do “lado de cá”, a tensa realidade do vestibulando.

Comentários

2371