Mídias sociais versus tradicionais?

“Data venia, RP pra quê?”
29 de setembro de 2011
Passado do passado, e como fica o presente?
4 de outubro de 2011

Mídias sociais versus tradicionais?

Por que temos sempre que contrapor as mídias clássicas (TV, rádio, jornal, revistas, out e indoors) com as ditas novas mídias? Não temos. Nem tampouco preterir uma em detrimento da outra.

Na verdade, o que tenho visto muito aqui nessa minha temporada no exterior é a complementaridade entre ambas! Vou ao metrô e vejo indoors convidando a audiência a continuar o relacionamento pelas mídias sociais. Nos impressos, o mesmo. Estou na TV e a atitude é repetida: ao final dos anúncios, o fechamento sempre, ou quase sempre, recomenda que você vá até a página de Facebook ou Twitter daquele produto ou marca.

O que isso tem de diferente ou impressionante? Nada. Exceto que aí no Brasil, nossas emissoras ou nossos conglomerados de comunicação viram que esse tipo de cross media vale dinheiro e deve ser cobrado à parte. Lembram-se das normas da Globo sobre anúncios que continham endereços de Facebook ou Twitter? Eram cobrados duplamente. Particularmente, acho um pouco abusiva essa norma…

No mais, o que a comunicação do Reino Unido nos deixa de lição é que, de fato, temos uma tremenda oportunidade com a integração entre a mídia tradicional e as mídias sociais sem medo de perda de audiência. É uma oportunidade de continuar o contato, o relacionamento e oferecer diversas experiências de marca ao seu consumidor ao mesmo tempo. Talvez, quando você tem diferentes histórias em distintos canais, você comece a pensar no conceito de transmídia (e, quem sabe, storytelling). Mas, isso, é assunto para um futuro post. Ou o nosso querido Rodrigo Cogo possa falar, com propriedade sobre o tema!

E, você, acha que temos uma integração entre as mídias sociais e tradicionais aí no Brasil? Me conta…

😉

Carol Terra
Carol Terra
Carolina Terra é doutora e mestre em Interfaces Sociais da Comunicação, ambas pela Escola de Comunicações e Artes da USP. É pesquisadora, consultora e professora de Mídias Sociais e Comunicação Organizacional, atuando como docente na Fecap, FAAP, Belas Artes e ECA-USP. É autora do livro Blogs Corporativos (Difusão Editora) e editora do blog RPalavreando.
Acompanhe:
Mídias sociais versus tradicionais?

Comentários

2677