O Dilema Tostines na comunicação

Marketing mais matemático e menos intuitivo na comunicação colaborativa
17 de outubro de 2011
Como construir uma carreira no mundo da Comunicação?
19 de outubro de 2011

O Dilema Tostines na comunicação

Hoje é dia de presente 🙂 A Maíra Masiero, ganhadora da promoção de 1 ano do #blogrelacoes, optou por escrever um texto aqui no blog! Assim, o espaço é todo dela!

Muita gente já ouviu falar daquele “paradoxo Tostines”, originado de um famoso comercial da década de 1980, em que um discípulo pergunta ao mestre se a marca de bolachas vendia mais porque era fresquinha ou era fresquinha justamente por vender mais.

Quando me concederam a honra e a responsabilidade de publicar um post aqui no #blogrelacoes, o primeiro insight que me veio à cabeça foi exatamente este dilema que, pesquisando um pouco, já foi aplicado em situações bem distintas, desde uma discussão sobre a torcida do Flamengo, até sobre a campanha presidencial de Dilma Rousseff no ano passado.

Trazendo esta questão para o âmbito comunicacional, há uma pergunta que pode ser feita a partir deste paradoxo: uma empresa é eficiente porque se comunica bem ou comunica-se bem por ser eficiente?

Neste jogo em que causas e consequências se mesclam, é necessário entender os dois lados desta moeda de alto valor para as organizações, que é o bom uso das ferramentas de comunicação.

Primeira face da moeda: o que é ser eficiente na comunicação? É agir corretamente e de maneira precisa quando se faz necessário, sem erros que comprometam a qualidade do trabalho. E uma boa política de comunicação empresarial, seja nas relações com quaisquer públicos – internos ou externos – é importante para que qualquer atividade possa ser bem sucedida. Ou seja, comunicar-se bem é fundamental.

Em segundo lugar, o que pode ser considerado como uma boa política de comunicação? Em linhas gerais, a empresa se comunica bem com seus públicos quando divulga e promove corretamente as informações, de modo correto, evitando, ao máximo, crises e ruídos na comunicação, e gerenciando-as quando necessário. Espera aí, isso também não é ser eficiente?

E então, o paradoxo continua? Afinal, a partir desta exposição, uma empresa é eficiente porque se comunica bem ou ela comunica-se bem por ter eficiência? É para se pensar…

 

Maíra Masiero (@rp_maira) é aluna do 3º ano de Comunicação Social: Relações Públicas na UNESP Bauru. Possui o blog RPitacos, é estagiária na Prefeitura Municipal de Bocaina e conquistou o 3º lugar no VI Prêmio RP do Brasil em 2011. Ama dar seus pitacos em tudo o que acontece ao seu redor.

Convidados RP
Convidados RP
Convidado Relações Públicas. Este post foi escrito por um convidado do #Blogrelacoes e as informações e opiniões aqui contidas não necessariamente condizem com as dos autores do Blog. Para saber mais sobre o autor do texto consulte o final do post.
Acompanhe:
O Dilema Tostines na comunicação

Comentários

2733