“Perua da novela Global vira Cerimonialista”

Vamos enterrar a comunicação offline?
5 de outubro de 2011
Marketing mais matemático e menos intuitivo na comunicação colaborativa
17 de outubro de 2011

“Perua da novela Global vira Cerimonialista”

Bola Cheia ou Bola Murcha para os profissionais da área?

Para quem acompanha as novelas da Rede Globo, sabe que é tradição a emissora inventar moda e causar polêmicas. Com seus personagens que incorporam profissões de mercado de forma pejorativa não seria diferente; a última novela das 9 horas, “Passione”, promoveu, por exemplo, o personagem Fred, (interpretado pelo ator Reinaldo Gianecchini) a Relações Públicas de uma grande empresa, sem a necessidade de uma formação acadêmica, apenas por ele ser “um cara boa pinta!”, o tema repercutiu negativamente entre os profissionais, inclusive muito debatido aqui no #blogrelacoes.

Na semana passada, ao assistir um capítulo da nova novela, “Fina Estampa” relembrei o episódio. Após demitir mais um cerimonialista que “não organizava as festas como deveria”, a personagem Tereza Cristina (Christiane Torloni) decide seguir o conselho de seu marido e se torna uma cerimonialista.

“Primeiro, eu vou organizar minha própria festa de renovação de votos (…) E como será sucesso avassalador, vou me tornar a cerimonialista mais requisitada desse país!”, diz a perua.

Logo pensei: “Poxa, será que divulgar a profissão de cerimonialista em rede nacional como uma simples organização de evento, sem a necessidade de cursos, apenas baseada na experiência da personagem em organizar festas badaladas será bem visto pelos meus colegas de profissão?” A resposta não apareceu em nenhuma pesquisa, e daí lhes pergunto: Foi Bola cheia ou Bola Murcha para nós?

Não precisamos conceituar tudo o que um cerimonialista faz, uma simples busca no wikipedia informa:

  • Cabe ao profissional a responsabilidade de cuidar de todo o deslocamento, chegada, movimentação e atos da autoridade ou empresário durante a realização da cerimônia.
  • Tem amplo conhecimento em formação de mesa, ordem de precedência, colocação de bandeiras, regras de cerimonial e protocolo, além de aplicar a etiqueta de cada cultura nas cerimônias.

Senti certo descrédito ao ouvir tantas vezes em um só capítulo a palavra cerimonialista. Ainda mais saindo da boca de uma personagem perua, que tem dois cachorros chamados “Doce e Cabana.”

Infelizmente os profissionais cerimonialistas não possuem um conselho representativo como o de RP para defender a profissão (como aconteceu nos capítulos posteriores a forte repercussão da novela Passione com o personagem Fred, que não permaneceu no cargo de RP). Cabe a nós profissionais defender o nosso espaço. Para mim, foi bola murcha mais uma vez para Rede Globo!

Fontes: Rede Globo | Wikipedia | Portal do Cerimonialista
Fotos: Reprodução

Redação TMPRP
Redação TMPRP
Acompanhe:
“Perua da novela Global vira Cerimonialista”

Comentários

2718