Três dicas para escolher o cliente do TCC

RITOS DE PASSAGEM: Baile de Debutantes
9 de março de 2012
Mantendo o padrão do patrão
14 de março de 2012

Três dicas para escolher o cliente do TCC

[blackbirdpie url=”https://twitter.com/#!/brunobertozo/status/177098059321311232″]

Nem sempre o cliente cai no nosso colo assim, certo?

E quando chega o último minuto do segundo tempo e não tem cliente para o TCC?

[blackbirdpie url=”https://twitter.com/#!/Renatinhosc/status/176706614458466304″]

Realmente muito difícil prospectar, ter a certeza que o cliente não vai desistir no meio do projeto, se ele vai abrir todas as informações para que o seu grupo faço um trabalho completo e muito bom.

Deixo aqui três dicas para a procura do cliente (possivelmente) ideal.

  1. Clientes de órgão públicos não são os mais receptivos:
    Me digam se há exceção, mas clientes de ordem públicas raramente tem tempo ou dão valor para o trabalho de estudantes .Também os processos são muito burocráticos, sempre que é sugerido mudanças, raramente são implementadas. Se vamos desenvolver e apresentar um projeto, queremos que ele seja implementado, não é?
  2. Tente entrar na empresa por indicação:
    Se tiver alguém que conhece na empresa as informações ficam mais acessíveis, tem a quem recorrer e sair das enrascadas quando o orientador pede justamente aquela informação você não sabe do cliente.
  3. Percepção positiva do departamento que irá te atender
    Sinta se o departamento que vai te atender entendeu o quanto de informações você vai precisar e o quanto de tempo a atividade vai demandar do tempo dele.

Depois dessas dicas vale pensar um pouco mais para a escolha do cliente, pois mais que esteja em cima da hora, não se precipite, as conseqüências podem ser negativas.

E para mostrar que a escolha do cliente deve ser minuciosa trouxe um depoimento da Adriane Flienga diz que o Museu do Futebol – cliente escolhido o TCC -, trouxe um grande desafio, abertura de trabalho e uma grande possibilidade de atuação:

Ao mesmo tempo, tivemos dificuldades durante o processo para mostrar a importância das Relações Públicas, mostrando que nosso trabalho não era gerar lucro. O trabalho foi muito gratificante e pudemos aprender muito com todos os desafios. Ouvir os professores e o próprio cliente foi fundamental.

O que a Adriane falou fica até como uma quarta dica, pois o cliente deve entender do nosso negócio para atuarmos nas organizações, correto?

No mais, assim como o Edson, vai com todo o entusiasmo até o cliente e boa sorte.

[blackbirdpie url=”https://twitter.com/#!/EdsonMOliveira/status/177355930307018753″]

Belle Silva
Belle Silva
Consultora de Planejamento Digital; fundadora e editora do blog A Bordo da Comunicação. Monitora de sala na ESPM nos cursos de Redes Sociais e Inovação Digital e Planejamento Digital. Co-organizadora da Arena Virtual na Feira do Empreendedor Recife 2010 e 2012, e também da versão Arena Digital Pocket em 2011. Escreve sobre Inovação e tecnologia no blog Relações e também é Head of Strategy & Business Development da Blending Visions.
Acompanhe:
Três dicas para escolher o cliente do TCC

Comentários

3596