Novo nicho para RPs, ou velha atribuição não desenvolvida?

Marketing político: O maior aliado de Barack Obama
28 de junho de 2012
Uma nova marca com propósito
4 de julho de 2012

Novo nicho para RPs, ou velha atribuição não desenvolvida?

Faz tempo que defendo que nós, Relações Públicas, precisamos aprender a ser RP! Ficamos andando de lá pra cá achando que não podemos nos colocar sobre determinados assuntos, que não entendemos sobre isto ou aquilo, que os outros sabem mais e fazem melhor.

Humildade é algo que precisamos sempre ter, mas temos também que ser ousados, nos informar e aprender novas coisas sempre. Atualização é palavra de ordem para qualquer pessoa e profissão, ainda mais em Relações Públicas, onde somos generalistas (já viu a grade curricular de RP?). Quanto mais cultura geral (útil e inútil), conhecimento sobre gestão de negócios e de pessoas tivermos, mais mercado e atuações teremos.

Em uma matéria focada no mercado da Moda, de novembro de 2010, a IstoÉ Dinheiro apresentou o que chamou de “Reinventores de Marcas”. São profissionais de diversas áreas da comunicação (publicitários, marketeiros, etc…) que montaram agências responsáveis por identificar problemas em grifes e apontar soluções ou caminhos. Seus palpites vão desde a modelagem e cores das peças até mesmo à gestão financeira e, claro, de comunicação.

Incrível como o trabalho realizado por eles se aproxima da essência das Relações Públicas, do que teoricamente seria a nossa razão de ser, ou seja, consultores de organizações para diversos assuntos (de administrativo à prático, em qualquer área) visando sempre o desenvolvimento e crescimento destas organizações. Mas e os públicos? Bem, uma boa gestão de pessoas (como abordado pela Bruna Maturana aqui) influencia em vendas, assim como uma boa gestão administrativa, forma de trabalho… está tudo interligado.

Não estamos mais na idade do “eu detenho o conhecimento” e sim na idade do “com nosso conhecimento construiremos algo melhor, juntos” (clichê da geração “Y”). Esta é mais uma oportunidade de negócio para os Relações Públicas. Mais uma “pensada” fora da caixinha, ou uma “olhada” para a essência de nossa profissão. Que tal nos analisarmos e repensarmos o que podemos ser e fazer?

Imagem: http://ovitorpalmeiras.blogspot.com.br

Pedro Prochno
Pedro Prochno
Sou fã das Relações Públicas*! Graduado em RP e com um MBA pela FGV, sou empreendedor na área e gerente de comunicação da Uber. Sou Pai do “relações”, Mergulhador, DJ e mto curioso! Adoro viajar, conhecer novas culturas, pessoas e formas de se ver o mundo!
Acompanhe:
Novo nicho para RPs, ou velha atribuição não desenvolvida?

Comentários

932