Negócios em Família

Tecnologia social da memória: como captar a narrativa da experiência
22 de agosto de 2012
A comunicação e a geração Z
28 de agosto de 2012

Negócios em Família

Este mês, a história emocionante de uma família foi notícia no mundo inteiro. Como não podia deixar de ser, o assunto também pipocou por aqui no Blog, com o post especial da nossa colega Marcia Ceschini falando da Lego.

O vídeo da Lego é sensacional. Em apenas alguns minutos conta a história da empresa, dá lições práticas de empreendedorismo e mostra como a empresa evoluiu e se tornou mundialmente conhecida, atingindo um tamanho que talvez seu fundador nunca tivesse imaginado. Isso tudo sem perder seus valores mais essenciais e o espírito familiar.

Hoje em dia é comum vermos consultores falando sobre como devemos profissionalizar as antiquadas empresas familiares, mas eu recorrentemente penso no quanto deveríamos “familiarizar” as empresas profissionais.

Não quero dizer que devemos praticar nepotismo ou colocar a parentada toda para trabalhar junto com a gente. Numa perspectiva de relações públicas e empreendedor, a minha ideia é que as empresas instituam e perpetuem os valores familiares em sua cultura.

Acredito que não é à toa que boa parte das grandes empresas que temos hoje no mundo possuam origem familiar e ainda tenham o envolvimento de membros da família fundadora. E, embora eu tenha citado apenas a Lego, vale lembrar outros nomes que fazem parte da lista, como: Wal-Mart, Samsung, Ford, Magazine Luiza e Prada.

Pesquisando um pouco mais sobre as maiores empresas familiares da atualidade, encontrei uma lista interessante, suportada pela Ernst & Young, com a relação das 50 empresas familiares de maior crescimento. A lista é do fim de 2011 e considera as empresas que ainda têm envolvimento direto de algum membro dafamília. Em segundo lugar temos uma representante brasileira, vejam:

50 empresas de maior crescimento no mundo

Fonte: Campden FB

Eu faço parte de uma empresa familiar que já tem seus 36 anos de história. Até hoje, minha avó de 82 trabalha diariamente (por opção). Acredito que as ambições do nosso pequeno negócio sejam bem menores do que as listadas acima, mas eu não tenho dúvida de que negócios e família podem dar uma ótima mistura.

VIVA AS EMPRESAS FAMILIARES!

 

Negócios em Família

Comentários

5067