O que fazer quando o executivo da sua empresa evita as mídias sociais?

Qual é mesmo o teu nome?
3 de agosto de 2012
Um mesmo problema, diferentes abordagens
7 de agosto de 2012

O que fazer quando o executivo da sua empresa evita as mídias sociais?

Um estudo recente, divulgado pela Information Week me chamou a atenção pelo seu teor: maioria dos CEOs da Fortune 500 evita presença nas mídias sociais. Caramba! Estamos em uma situação irreversível, não podemos mais negligenciar as mídias sociais, não podemos deixar de pensar na presença ou no monitoramento de nossas marcas ali e os presidentes ainda evitam esse ambiente? Como?

O relatório impressionante ainda apontou que 70% dos CEOs têm ZERO presença em redes sociais. Como uma marca quer se destacar nesses ambientes se o próprio “cabeça” foge das mídias sociais ou se as redes são terminantemente proibidas para os funcionários? Francamente, se o caminho é dar o exemplo de cima para baixo, a lógica das organizações atuais está completamente equivocada, concordam?

Então, o que fazer?

  1. Uma sugestão é mostrar exemplos de sucesso como, na minha opinião, do Eike Batista, Abílio Diniz, João Paulo Diniz, Marissa Mayer (a mais recente presidente do Yahoo), Tony Hsieh, entre outros.
  2. Além disso, apresente os prós e contras de se estar ativamente nas mídias sociais, enfatizando, principalmente, o quão positivo para uma marca é a presença de seu líder nesses ambientes. Aí, posso citar o blog do vice-presidente da GM, o do presidente da CUT,  o do presidente da escola de inglês Wizard, o do presidente da escola de informática Microcamp, o do diretor de marketing da IBM, Mauro Segura, entre outros. Isso em falar em diversas fanpages interessantes.
  3. Outra ação fundamental é mapear o que é dito sobre a empresa, seus produtos, serviços e por que não também sobre seus executivos? Se o CEO é uma figura pública que demanda monitoramento, vale incluí-lo também nas buscas.
  4. Depois disso, quem sabe não seja o momento de realizar um social media training com o corpo diretivo da organização? Fazê-los ver o quanto as mídias sociais são importantes para o negócio e para a estratégia da empresa. Ninguém aqui quer converter um executivo em um blogueiro de sucesso, mas ignorar completamente já não dá mais, certo?
  5. A partir daí, é consolidar todos os resultados e apresentar um plano de ações, de presença e de engajamento nas redes da empresa para o corpo diretivo. Aí, só muito planejamento resolve. Não se esqueça de métricas, números, estudos, justificativas plausíveis. Não se trata de estar apenas por estar. É preciso ter uma estratégia sólida por trás. Mídias sociais não é brincadeira.

O Mauro Segura, diretor de Marketing da IBM e um das figuras de maior respeito no mundo digital, tem diversas ideias sobre o porquê dos executivos não blogarem e não participarem das redes sociais. Recomendo a leitura: http://aquintaonda.blogspot.com.br/p/por-que-os-executivos-nao-blogam.html.

E você, já convenceu a alta administração sobre a importância das mídias sociais?

Carol Terra
Carol Terra
Carolina Terra é doutora e mestre em Interfaces Sociais da Comunicação, ambas pela Escola de Comunicações e Artes da USP. É pesquisadora, consultora e professora de Mídias Sociais e Comunicação Organizacional, atuando como docente na Fecap, FAAP, Belas Artes e ECA-USP. É autora do livro Blogs Corporativos (Difusão Editora) e editora do blog RPalavreando.
Acompanhe:
O que fazer quando o executivo da sua empresa evita as mídias sociais?

Comentários

4766