Redes sociais para alunos e professores. E não é o Facebook!

O luxo das marcas
7 de novembro de 2012
A arte de ser invisível
12 de novembro de 2012

Redes sociais para alunos e professores. E não é o Facebook!

Uma dessas redes, com conteúdo em português, é a Edmodo, originária dos Estados Unidos e têm quase dez milhões de usuários de quase 100 mil instituições de ensino.

O sucesso desse tipo de rede se deve porque mídias sociais tradicionais, muitas vezes, são bloqueadas em ambiente escolar e a alternativa acaba sendo essa rede social de nicho. Além disso, a especialização de tema e o contato professor-aluno via mídia social também são atrativos.

O professor que adere a essa iniciativa pode criar comunidades em torno dos cursos que leciona e pode adicionar os alunos, permitindo-lhes que acessem o conteúdo, troquem mensagens, materiais didáticos, textos etc. O interessante, como professora que sou, é que o aluno pode até entregar trabalhos por meio da plataforma e o docente pode atribuir nota por ali mesmo.

Do ponto de vista otimista, a ferramenta é muito bacana: permite interação entre alunos e professores fora do ambiente escolar, auxilia no interesse dos ultraconectados estudantes e ainda facilita a participação e acompanhamento dos pais.

Agora, olhando para a parte problemática vejo, principalmente, a questão de geração de interesse desses alunos por mais uma ferramenta e de cunho totalmente educativo. É preciso ser um professor e tanto para levar os estudantes até lá e fazê-los, de fato, interagir, dialogar, usar ao máximo a ferramenta.

Como experiência própria, tenho usado os grupos fechados do Facebook para falar com as turmas, passar referências, falar de datas e comentar vagas, oportunidades e casos. Tem funcionado. Será que uma rede totalmente voltada para isso atrairia alunos?

A exemplo da Edmodo, há redes como Lore, Teamie e PasseiDireto.

Resta-nos saber se vão “pegar”. Vamos acompanhar.

 

Carol Terra
Carol Terra
Carolina Terra é doutora e mestre em Interfaces Sociais da Comunicação, ambas pela Escola de Comunicações e Artes da USP. É pesquisadora, consultora e professora de Mídias Sociais e Comunicação Organizacional, atuando como docente na Fecap, FAAP, Belas Artes e ECA-USP. É autora do livro Blogs Corporativos (Difusão Editora) e editora do blog RPalavreando.
Acompanhe:
Redes sociais para alunos e professores. E não é o Facebook!

Comentários

5768