Despreparo ou Nervosismo, o que aconteceu com o mestre de cerimônias?

Adapte-se ou seja um dinossauro: extinto
13 de fevereiro de 2014
Receita para se fazer um viral
17 de fevereiro de 2014

Despreparo ou Nervosismo, o que aconteceu com o mestre de cerimônias?

Mais uma prova recente de que os deslizes de um cerimonial podem atrair os holofotes da imprensa. Em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes no final de janeiro deste ano, uma sequencia de erros deixou claro que algo de errado estava acontecendo com a equipe de cerimonial do Governador do Estado de São Paulo.

O mestre de cerimônias anunciou de forma errada nomes e cargos de algumas das principais autoridades que fizeram parte da mesa de honra. A sequência de erros virou motivo de piada durante o evento e pós-evento ao ser veiculada em diversos jornais regionais.

Ouça o áudio deste trecho em que o MC erra o cargo do Prefeito de São Bernardo do Campo: “interamericano”

Entendo que o culpado não pode ser apenas o mestre de cerimônias, afinal ele não trabalha sozinho, a equipe de cerimonial deve fornecer o devido respaldo para que este tipo de falha não aconteça. Em cerimônias com muitas autoridades geralmente existe uma equipe apenas de credenciamento e junto ao cerimonial produzem as nominatas (fichas de autoridades que serão destacadas pelo mestre de cerimônias em um momento determinado), além de verificarem cuidadosamente os nomes das autoridades que farão parte da mesa de honra.

Parece muito burocrático, mas quando tudo acontece dentro da normalidade raramente o cerimonial é notado, apenas os erros são destacados. É a arte de ser invisível. Algumas dicas para evitar este tipo de gafe:

  1. Para cerimônias com presença de Autoridades Federais e Estaduais o ideal é que o mestre de cerimônias já tenha uma boa experiência com este público para lidar com improvisos;
  2. Mudanças no roteiro sempre acontecerão, prepare-se e não fique nervoso, rabiscar o roteiro, inverter ordem ou acrescentar nomes é normal no cerimonial público;
  3. Mesmo que o roteiro já esteja impresso, verifique junto a equipe de cerimonial a pronúncia correta dos nomes e cargos das autoridades, repita isso até que esteja confiante;
  4. Errou uma vez, bola pra frente, não se concentre no erro, pois poderá acabar como o colega em uma sequencia de outros erros.
  5. Na dúvida, pergunte, não arrisque. 😉

Fonte: Jornal Bom Dia ABC.

Fabio Polisel
Fabio Polisel
Relações Públicas pela Universidade Metodista e Pós-Graduado em Marketing pela FGV. Após um período de 5 anos na Gerência de Comunicação da Metodista, migrei para área pública em 2009. É na Prefeitura de São Bernardo do Campo onde continuo aprendendo sobre o universo público e em como implementar as relações públicas nesta área. Sou empreendedor na área de eventos e também vivencio as funções de cerimonialista e mestre de cerimônias.
Acompanhe:
Despreparo ou Nervosismo, o que aconteceu com o mestre de cerimônias?

Comentários

7497