Como fiz a cobertura da Copa para os perfis de mídias sociais da Garoto

Aberje e a advogada Patrícia Peck promovem debate sobre o Marco Civil da internet
17 de julho de 2014
Marca-país Alemanha: não foi marketing, foi relações públicas
21 de julho de 2014

Como fiz a cobertura da Copa para os perfis de mídias sociais da Garoto

Foi em um bate papo (informal e mobile) que o Pedro Prochno sugeriu que eu contasse um pouco de como fiz a cobertura da Copa do Mundo para a marca para a qual trabalho, que é a Garoto.

Eu tive um papel de produtora de conteúdo antes e depois dos jogos e, sobretudo, em tempo real. Deveria encontrar conexões entre a Copa, o mundo do futebol, a marca e a partida em si. Isso em falar na seleção brasileira. Tudo isso porque:

1)      A Garoto era patrocinadora não só da Copa do Mundo da FIFA 2014 no Brasil, como também era patrocinadora da seleção brasileira.

2)      Eu fui credenciada como mídia online/digital para o evento e tinha como missão ser a porta voz da marca para o público.

Assim sendo, para dar visibilidade aos patrocínios e evidenciar que a marca fazia parte desse grande espetáculo, minha missão era falar dos bastidores, do que acontecia na torcida, em campo e tudo isso relacionado à marca. Também tínhamos artistas e celebridades que nos acompanhavam e isso também era relatado em nossas postagens.

Em meio a tudo isso, tínhamos os conteúdos cotidianos dos perfis, associados aos produtos, datas, frases etc. e também lançamos uma rádio mobile com o objetivo de noticiar conteúdos ligados à Copa.

Como fiz toda a cobertura? Via mobile! Levava meus dois celulares (particular e do trabalho) para o estádio, ia inicialmente para o media center, depois subia para a tribuna de imprensa e de lá junto com os jornalistas mais importantes da cena esportiva, eu fazia a cobertura do jogo. Tudo sendo fotografado, escrito e produzido com dois iPhones!

Vejam, abaixo, algumas postagens que produzi durante as partidas:

https://twitter.com/Garoto/status/488407399095889920

https://twitter.com/Garoto/status/487007059880460289

https://twitter.com/Garoto/status/486923626047094784

https://twitter.com/Garoto/status/485191593344135170

https://twitter.com/Garoto/status/485178533011271680

http://instagram.com/p/qZgKF_xZJ9/

http://instagram.com/p/qPjyDARZPz/

http://instagram.com/p/qPL6dbxZDE/

http://instagram.com/p/qXKNfvxZHM/

http://instagram.com/p/qNNtrpxZLO/ (esse post foi recorde sem nenhum investimento financeiro)

https://www.facebook.com/garoto/photos/a.461851023906585.1073741831.246020928822930/667907763300909/?type=1

https://www.facebook.com/garoto/photos/a.461851023906585.1073741831.246020928822930/667894276635591/?type=1

Não tenham dúvidas: tanto o nosso trabalho como comunicador, quanto o público, as audiências estarão cada vez mais plugados no on e off line ao mesmo tempo. Os dispositivos móveis são a nossa conexão, o nosso passaporte para esse novo mundo!

E se você ainda tiver dúvidas do quanto as redes sociais foram cruciais nessa copa, veja essa matéria do Adnews: http://www.adnews.com.br/internet/final-da-copa-e-o-evento-esportivo-mais-comentado-da-historia-do-facebook.

Foi bom, valeu demais! 🙂

Carol Terra
Carol Terra
Carolina Terra é doutora e mestre em Interfaces Sociais da Comunicação, ambas pela Escola de Comunicações e Artes da USP. É pesquisadora, consultora e professora de Mídias Sociais e Comunicação Organizacional, atuando como docente na Fecap, FAAP, Belas Artes e ECA-USP. É autora do livro Blogs Corporativos (Difusão Editora) e editora do blog RPalavreando.
Acompanhe:
Como fiz a cobertura da Copa para os perfis de mídias sociais da Garoto

Comentários

8154