Mad Men e o mundo de RP

Caindo de cabeça no cuidado com os eventos!
19 de maio de 2015
Como colocar em prática o fim da era do golfinho feio?
27 de maio de 2015

Mad Men e o mundo de RP

Depois de sete temporadas o seriado Mad Man se despede do público entre frases clássicas e lições para o nosso mercado.

Em 2007, quando o primeiro episódio foi ao ar não podíamos esperar uma sátira tão engraçada e muitas vezes tão verdadeira sobre o dia a dia das grandes agências lá pelo anos 60 e 70, afinal “Advertising is happiness” como diz o mote da série.

Aproveitando carona no tema, o PR Weeks perguntou para os executivos de  Relações Públicas sobre o que a série os ensinou. Listei 4  que me chamaram atenção e dei pitaco, é claro, para complementar os pontos. Vale a pena ler na íntegra a matéria, pois além das explicações em detalhes dos entrevistados é possível conhecer  alguns formadores de opinião do mercado de comunicação.

 

1. Prepara-se para as mudanças, elas sempre virão.

Dica baseada na resposta dada por Adrianna Bevilaqua, chief creative officer, M Booth e inspirada em mais uma das frases icônicas da série:  “We’re flawed because we want so much more, we’re ruined because we get these things and wish for what we had.”

Rapidamente podemos citar algumas empresas que não conseguiram rever a rota a tempo: Kodak, MSN e Nokia foram líderes de mercado e acabaram com seus reinados em um piscar de olhos. Assim como muitas outras surgiram e mudaram a nossa relação com diferentes indústrias: Google, Facebook, Uber e Waze são exemplos.

2. Todas as opiniões são válidas. Se souber ouvir, descobrirá grandes talentos.

Ali Grant, diretora da Be Social falou sobre isso, afinal, no Mad Man foi a secretária Peggy Olson em um grupo de pesquisa que de um super insight para a campanha ” Mark your Man” do cliente fictício da agência, Belle Jolie lipstick.

 

3. Estar só nas redes sociais não é suficiente.

Comentário de Peter Land, former SVP of corporate communications na AOL e PepsiCo.

Apesar das redes sociais terem revolucionado o nosso dia a dia e a forma como nos relacionamos, o contato pessoal não deve ser nunca descartado. A série Mad Man retratava outro momento da comunicação de puro ego, glamour, TV e revista.

O desafio hoje é mapear diferentes pontos de contato, determinar um range gigantesco de mensagens para aproveitar o melhor de cada meio e entre isso tudo, pensar em como estar próximo e engajar de forma individual as pessoas um universo imenso.

 

4. Seja constantemente criativo, o crédito virá, cedo ou tarde.

Dica de Ben Feller, MD, Mercury.

Foco na entrega e não na competição, no Mad Man essa era uma das partes mais engraçadas, as famosas concorrências que tiravam o sono da equipe e elevavam o nível da entrega. O frio na barriga nunca é demais, mas o foco em encontrar a melhor solução é essencial.

O primeiro funcionário da empresa GoPro depois de dez anos ganhou 10% do valor das ações por ter acreditado junto com o fundador na ideia e ajudá-lo a construir uma super empresa. Pensem em quantos momentos os dois tiverem de ser criativos para emplacar uma ideia até então nova?

E você o que mais aprendeu com o Mad Man?

 

Texto escrito com a participação Ari Feijó.

Fonte:PR Week | Imagem: Site oficial da AMC

 

 

 

Danielly Tavares
Danielly Tavares
Sou Danielly Tavares, Relações Públicas. Minha vida profissional foi da indústria de embalagens á moda, com pit-stop em marketing esportivo até chegar em Gestão de Marcas (branding). Fui trainee na Ana Couto Brading & Desing e hoje faço parte da equipe Interbrand Brasil. Acredito na liberdade, sou sentimental, curiosa, adoro tendências, por isso, também tenho o meu blog: EU VI ISSO, amo brigadeiro, Maple Syrup, Toronto, um bom livro, cinema e uma bela tarde de sono.
Acompanhe:
Mad Men e o mundo de RP

Comentários

9230