Pensamento integrado como fortalecedor da imagem

Live Marketing é tema na RP Week 2016
12 de julho de 2016
Criatividade = Processo: desvende o mito máximo da boa Comunicação
12 de julho de 2016

Pensamento integrado como fortalecedor da imagem

Em uma conversa super animada, Márcio Callage, vice-presidente da agência LDC de São Paulo, instigou os participantes do workshop Communication Cocktail a colocar a cabeça para pensar e o corpo para agir, afinal “não existe jeito mais eficiente de aprender do que fazendo”. Márcio apresentou tanto conteúdo que poderia passar a terça-feira inteira papeando na RP Week.

Em 1999, “no século passado”, Márcio fez sua monografia com o título “Recreando o negocio criativo”. Naquela época ele já havia percebido que o mundo estava mudando completamente e propôs um novo modelo de negócio. Ele sabia que a publicidade tradicional – “um anúncio de página dupla” – não era a única forma de resolver um problema, e no workshop ele se comprometeu em mostrar que nós temos infinitas formas de solucionar problemas.

Em 2008, quando trabalhava na Olympikus, o uniforme da delegação brasileira dos Jogos Olímpicos de Pequim, na China, foi escolhido o mais bonito dos jogos. E Márcio explicou que foi um trabalho de anos, “contratamos uma agência de design, porque se eu quero construir uma percepção de design para a marca, o que vem primeiro? O anúncio ou a criação de um uniforme ‘foda pra caralho’?”

 

“Primeiro cria-se um fato para depois divulgá-lo. Assim amplifica-se a audiência, não apenas fazendo anúncios mas com releases para a imprensa. Aí começa a ficar divertido, começamos a ter tesão para fazer as coisas”.

 

_MG_1965

 

Outro case apresentado foi a ação da Uber com o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Criada por Márcio em poucos dias, a ação pedia diretamente à Haddad que ele vetasse um Projeto de Lei que afetaria diretamente os negócios da empresa. Mesclando mídia tradicional e meio digital com uma publicidade ousada, o Uber conseguiu “conversar” com o prefeito.
uber1

 

Estes cases mostram que precisamos construir algo que seja da marca, que diante do público seja visto como algo da marca e não de uma determinada agência, “se marcou ponto pra agência, tá errado”. É a construção de um pensamento integrado que contribuirá tanto para esta criação como para a reputação e imagem da empresa. “Questione-se: o que eu quero que as pessoas sintam com a marca? Como quero que ela se relacione com isso? Como posso fazer para chegar nesse goal? Pense 360″.

Márcio mostrou sua metodologia de trabalho, lembrando que é preciso, antes de tudo, ter um foco bem definido e observar um critério importante: antes de pensar na comunicação, avaliar se a ideia/insight tem potencial de ser notícia. Uma forma de fazer isso é pensar em um Tweet-release – “qual é a notícia? Em 140 caracteres”. Só depois disso pensamos na distribuição – mídia paga, espontânea ou própria.

No final, com um case da Nextel, Márcio revela que “quando você consegue captar o espírito de um tempo, consegue algo que conecta a todos.” Convidando a galera a pensar ideias com o tema #NAOAOROTULO, Callage deixou claro que dentro de uma empresa/agência, “mesmo que você não participe do brainstorm, você possibilitou a criação, afinal você faz parte do ambiente”.

VÍDEO NEXTEL

 

Alguns insights do Communication Cocktail:

  • “Nessa era do conteúdo precisamos pensar como marketeiros, se comportar como um entertainer e mover-se como uma startup”
  • Hoje nós vivemos em uma sociedade em rede. De certa forma está todo mundo conectado, e isso cria muitos atalhos que facilitam o trabalho.
  • A construção do valor (do preço) está na construção da própria reputação.
  • O transbordar das áreas é o que fará a diferenciação profissional. É impossível continuar pensando dentro da caixa.

 

Redação TMPRP
Redação TMPRP
Acompanhe:
Pensamento integrado como fortalecedor da imagem

Comentários

10418