Talento que transforma o mundo: empatia

Carreira em Relações Públicas: o RP que toda agência quer
5 de julho de 2017
Impulsione o seu poder de ação no mercado – Trilha do Conhecimento #1
7 de julho de 2017

Talento que transforma o mundo: empatia

VER o que não está à vista.
OUVIR o que não é falado.
SENTIR o que está oculto.
PRESSENTIR o que o tempo trará.

Quatro importantes habilidades para qualquer profissional de comunicação e das demais áreas de humanas, capazes de transformar a qualidade de vida de centenas, milhares ou até milhões de pessoas, e de transformar o lucro puro do mercado capitalista convencional em benefícios para a sociedade no mercado capitalista em transformação para socialmente responsável.

Não basta ser um executivo de sucesso, com careira meteórica, de estagiário a diretor, de empregado a empresário. Frente às reservas naturais se esgotando, aos fanatismos e dualismos espalhados pelo globo que levam à violência, às intolerâncias de gênero, etnia, credo, posicionamento político que levam ao sofrimento, não podemos ficar apenas pensando em fazer dinheiro para as empresas e para nós, sem levar em consideração a sociedade em que estamos inseridos.

Precisamos ter claro que cada um de nós, as pessoas que conhecemos, colegas, amigos, família, todos os que estão nos “seis graus de separação” são, também, responsabilidade nossa, do nosso trabalho. E não é necessário dizer que a maior parte das pessoas não mostra, não fala, não demonstra o que está errado, o que está fazendo com que sofram, e muito menos conseguem antever, prognosticar o quanto isso pode piorar e prejudicar a todos e cada um.

Então, é obrigação nossa, como profissionais graduados nas áreas de humanas, em especial os relações públicas que circulam e convivem com maior proximidade nos diferentes níveis hierárquicos, estar atentos e aprimorarmos diariamente essas quatro habilidades: VER, OUVIR, SENTIR e PRESSENTIR. Dessa forma, podemos transformar silêncios em vozes, dores em diagnósticos, erros em acertos, intransigências em diálogos, sofrimento em crescimento.

Assim, muito além de obtermos sucesso pessoal, estaremos exercendo o talento de transformar a pura e simples produtividade e lucro em sustentabilidade e responsabilidade com os indivíduos, a humanidade e o futuro do planeta. A empatia é “um toque de Midas” que transforma a atividade de RP em um tipo de ouro de valor imensurável.

Se você não tem esse talento nato, busque formas de desenvolvê-lo em cursos, workshops, dinâmicas, vivências, jogos comportamentais, exercitando as habilidades de VER, OUVIR, SENTIR E PRESSENTIR. Dê espaço à sua sensibilidade, à sua capacidade de observação, de ler nas entrelinhas, nas expressões faciais, na modulação das vozes, nas trocas de olhares, nos movimentos voluntários e involuntários.

Sua vida vai mudar e o seu trabalho, usando a empatia, vai mudar o mundo.

Ana Manssour
Ana Manssour
é Relações Públicas pela PUC-RS, com aperfeiçoamento em Comunicação Empresarial pela ESPM-RS e mestre em Administração com ênfase em Organizações pela UFRGS. Conta com mais de 35 anos de carreira profissional em vários segmentos de mercado. Foi professora em cursos de graduação e pós-graduação no Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais. Foi idealizdora, fundadora e sócia por sete anos do portal feminino Plena Mulher. Empresária e diretora da Pró.RP Relacionamentos Sustentáveis, atualmente redireciona toda a experiência profissional, acadêmica, familiar e pessoal para apoiar o empoderamento feminino por meio do projeto Verbo Mulher, iniciado em 2015 e criado para apoiar as mulheres a alcançarem o máximo do seu potencial realizador e promover a equidade de gêneros nas empresas e na sociedade.
Acompanhe:
Talento que transforma o mundo: empatia

Comentários

12089