Comunicação interna: Milena Fiori fala sobre suas experiências e os desafios da profissão

brand persona
Brand persona: você sabe o que é?
31 de outubro de 2017
relações públicas: você sabe o que é?
Relações Públicas: você sabe o que é?
7 de novembro de 2017

Comunicação interna: Milena Fiori fala sobre suas experiências e os desafios da profissão

Milena Fiori fala sobre comunicação interna

Vamos conversar sobre comunicação interna? Neste post trazemos uma entrevista super legal com a Milena Fiori, uma das pessoas que mais entendem do assunto no momento.

Milena Fiori, Diretora do núcleo de Comunicação Interna e Conteúdo na In Press Porter Novelli, possui mais de 10 anos de experiência na área, com passagem por empresas como Whirlpool, TIM, Bunge Brasil e Itaú.

Continue lendo para saber tudo o que a Milena disse sobre esse imenso universo da comunicação interna que tanto nos fascina como Relações Públicas. Veja o que rolou:

Blog RP: Ouvimos muito nos dias de hoje sobre o fato de usar a tecnologia a favor da comunicação, entretanto, como isso é visto de dentro do âmbito da comunicação interna? Quais os prós e contras dessa transição de meios mais analógicos, como jornal mural e informativos, para os meios digitalizados, como o uso de apps, dados e até mesmo inteligências artificiais dentro das empresas?

Milena: Antes de implementarmos meios digitais, precisamos entender o perfil do público interno. Os meios off-line ainda são muito utilizados nas empresas em que os funcionários não têm acesso a computador, por exemplo, e são muito eficientes. É preciso ter um equilíbrio. Implementar meios digitais facilita e muito o processo de comunicação interna, principalmente em relação à mensuração. É preciso ter um tempo de transição, antes de descontinuar um canal off-line para implementar um digital. Entender como o público se adaptou para então tomar a decisão.

Blog RP: Quais foram as barreiras que você encontrou durante todos esses anos trabalhando com comunicação interna e como o conhecimento que você adquiriu na academia, principalmente durante sua pós-graduação na Syracuse, contribuiu para a solução desses problemas?

Milena: Acredito que a principal barreira hoje nas organizações seja a comunicação direta. O líder tem um papel fundamental no processo de comunicação interna, principalmente no engajamento do funcionário. As empresas que melhor se comunicam são as que possuem mais produtividade e, consequentemente, bons resultados. Ter líderes inspiradores, cientes do seu papel de comunicador, é fundamental para a comunicação interna. 

Blog RP: Muito se fala dos benefícios que um bom profissional de comunicação interna tem a agregar para as empresas, porém nem tudo são flores. Para alcançar o tão esperado resultado tangível das ações de comunicação interna há um longo caminho para se percorrer. Para você, que possui mais de 10 anos de experiência em comunicação organizacional, o que é necessário para alcançar uma maior assertividade em estratégias de comunicação interna e como você aplica isso em suas ações pela Porter Novelli?

Milena: Não existe mais barreira entre comunicação interna e externa. Muitas das estratégias de marketing para atrair o consumidor são utilizadas hoje em comunicação interna para atrair os funcionários. Utilizamos alguns parâmetros: ter o funcionário como protagonista da informação; ter uma estratégia de multicanalidade com cross de informações; ter um líder ciente do seu papel de comunicador; estabelecer diálogo e colaboração nas ações; dar o contexto da informação e, sempre que possível, atrelá-la à estratégia da empresa.

Blog RP: Os Relações Públicas possuem uma característica mais gerencial, o que contribui para que a comunicação interna seja uma forte vertente para diversas oportunidades de emprego. Tendo em vista esse amplo cenário atual em meio as RP, qual o diferencial e as habilidades indispensáveis para os profissionais de comunicação interna?

Milena: O profissional de comunicação interna tem que entender a linguagem da empresa e como ela se comunica internamente. Entender o público é fundamental para ser mais assertivo nas ações. Tem que ter visão sistêmica, entender do negócio e, principalmente, mapear os influenciadores internos, pois eles são parte da estratégia de comunicação interna. Outra competência importante é ter criatividade. Hoje, para atrair o funcionário, é preciso muita criatividade e simplicidade nas ações.

Neste post você aprendeu que precisamos ser criativos para gerar conteúdo de qualidade. Garantir a assertividade de nossas estratégias é fundamental e, para isso, devemos entender a fundo o público. Assim é possível definir os meios de comunicação mais eficientes.

Quer aprender mais sobre como gerar conteúdos que engajam? Então corre lá no site da RP School e conheça o curso Entretenimento Conteúdo que Engaja.

 

*Pedro Amaral é graduando em Relações Públicas e integrante do time de conteúdo do Blog RP.

Comunicação interna: Milena Fiori fala sobre suas experiências e os desafios da profissão

Comentários

12436