Piquenique Azul: o Relações Públicas como protagonista de um projeto social

Intraempreendedorismo: seja o ponto fora da curva
Intraempreendedorismo: seja o ponto fora da curva!
28 de novembro de 2017
conferp relações públicas
CONFERP lança campanha “Construindo bons exemplos para transformar a sociedade”
1 de dezembro de 2017

Piquenique Azul: o Relações Públicas como protagonista de um projeto social

Piquenique Azul: o Relações Públicas como protagonista de um projeto social

Novembro é o mês de conscientização sobre a diabetes e nós entrevistamos a Nathália Noschese, estudante do quarto semestre de Relações Públicas, que aos 21 anos é Jovem Líder em Diabetes pela ADJ diabetes Brasil. Nathália desenvolveu um projeto chamado Piquenique Azul, e através dele leva a conscientização do diabetes para toda sociedade.

Blog RP: O que é o piquenique azul e como surgiu essa ideia?

Nathália: O piquenique azul surgiu com a vontade de rever amigos que fiz na AEJ Brasil. Resolvi marcar um encontro e casualmente na data descobri que era comemorado o dia nacional do diabetes, dia 26 de julho. Essa foi a primeira edição do piquenique e vi que deu certo desenvolver esse projeto e fazer outras edições.

Já estamos na décima edição. Ocorreram edições no Rio de Janeiro, Minas Gerais e em São Paulo. Somos mais de mil inscritos e a última edição contou com a participação de 567 pessoas.

O objetivo do piquenique, além de levar a educação e a conscientização do diabetes, é unir a comunidade brasileira de diabetes. Nós temos o slogan “juntos somos mais fortes”, e realmente somos para conseguir se tratar, para conseguir requisitar nossos direitos como cidadãos brasileiros, e poder democratizar o acesso a informação, levando a conscientização para a sociedade.

Blog RP: De que maneira a sua formação em rp contribuiu para a idealização e realização do evento piquenique azul?

Nathália: Uma das coisas que eu acredito e é necessário para a realização do piquenique é, primeiro, a conscientização, educação, empoderamento e a aceitação. E por último o share, que é o compartilhamento de informações. Esses são os passos que a gente deseja atingir com o piquenique.

Quando a gente fala de empoderamento e conscientização, a gente tem que divulgar e isso é uma característica do RP. Engajar as pessoas para participarem do piquenique, engajar a equipe, definir todas as estratégias que a gente utiliza para a divulgação do evento e o engajamento com a causa são estratégias de RP.

Blog RP: Conta para a gente um pouco sobre o planejamento e a execução do evento.

Nathália: Inicialmente comecei sozinha e como o evento foi aumentando com o passar das edições, agora eu conto com uma equipe de 18 pessoas. Cada edição tem uma temática relacionada ao diabetes. Nós trabalhamos o cronograma do evento em cima dessa temática, qual vai ser o palestrante, como vai ser a gincana e a logística do piquenique.

A gente se divide entre funções, logísticas e financeiras, pois não temos um apoiador financeiro – apenas aqueles que oferecem brindes. Então a gente faz vaquinha para os gastos com o evento.

O projeto teve um reconhecimento internacional recentemente. Eu fui para Londres apresentar o projeto, convidada por um jovem líder diabetes, fundador do projeto DiAthlete, que une o atletismo e o diabetes.

Este projeto rodou o mundo conhecendo outros projetos de jovens líderes de diversos países, e o Piquenique Azul foi o anfitrião dele aqui no Brasil. Atualmente está sendo formada a liga de DiAthletes, na qual o Piquenique foi convidado para fazer parte do time.

Eu comecei esse projeto porque sou jovem líder diabetes desde 2012, pela ADJ diabetes Brasil. Lá eu fiz um projeto chamado Gibietes, que é um gibi para crianças entenderem o que é o diabetes tipo 1, quais os sintomas e isso me fez ser escolhida para representar o Brasil em 2015, em Vancouver (CA), com outros jovens líderes do mundo todo. Fiz o treinamento de young lideres in diabete pela Federação Internacional do Diabetes e, depois disso, venho desenvolvendo o meu projeto porque senti a necessidade de trabalhar essa conscientização no meu país.

 

Você também vai gostar de ler:

 

*Raissa Grandini é graduada em Relações Públicas e integrante do time de conteúdo do Blog RP.

Piquenique Azul: o Relações Públicas como protagonista de um projeto social

Comentários

12480