“Sandy e Junior: A História” – Um show de Relações Públicas

Conferência digital de RP ocorre de 27 a 31 de julho de 2020
26 de julho de 2020
Série com agências: Caio Bamberg fala sobre o RP no atual cenário
24 de agosto de 2020

“Sandy e Junior: A História” – Um show de Relações Públicas

Confesso que assisti a série documental de #SandyeJunior pelo simples fato de ser fã. Fui a geração dos anos 90, né? Não tinha jeito: ou você era fã ou você era fã. Até hoje sei as letras e as coreografias de cor. E o mais engraçado de tudo isso: não tenho nenhuma vergonha disso. A dupla moldou uma geração e pautou o mercado da música e do entretenimento por anos. E depois de tanto tempo, em 2019 lotam estádios como se nunca tivessem se separado. Isso é reputação, amigos!

Como fã da dupla e da minha profissão, enxerguei muitos pilares de um trabalho de RP em toda a carreira deles: valores e propósito, comunicação interna, conhecer o público, organização, experiências e criatividade…

E por isso decidi compartilhar um alguns aprendizados que tive assistindo a série. Mesmo que você não seja fã ou não goste da dupla, assista porque cada episódio é uma aula pra todo RP e também pra quem não é.

 

1) “QUEM ACREDITA NO QUE FAZ, CHEGA MAIS PERTO DO IMPOSSÍVEL”

Posicionamento, valores e propósito sempre foram bem claros para Sandy e Junior. Isso os manteve com pés no chão e o sucesso não subiu à cabeça. O amor é uma constante em tudo que fizeram. 

 

2) Criatividade e experiência

Essas duas grandes e complexas palavras pautam o jeito da dupla trabalhar, juntos ou sozinhos. Você consegue enxergar esses dois elementos em todos os shows, discos e dvds, entrevistas, programas de TV, conteúdo e o jeito de se relacionar com o público. Grandes experiências constroem lindas lembranças!

 

3) Organização e Gestão de Crises

 A organização é a base de tudo. E a gestão de crise faz parte dessa organização e planejamento. Prever possíveis problemas, traz profissionalismo e confiança no processo. Logo nas primeiras cenas, vemos a dupla voando em aviões separados. Isso é gestão de crise caso aconteça algum problema em algum dos vôos.

 

4) Você não precisa e não deve fazer tudo sozinho(a)

Uma boa comunicação gera mais relacionamento. Bons relacionamentos geram resultados e confiança. E o trabalho em equipe requer muita confiança. A dupla busca sempre profissionalizar seus projetos, deixando pra quem sabe fazer para se dedicar ao que eles fazem de melhor. 

 

5) Os fãs também são os protagonista dessa história

Sandy e Junior escreveram uma trajetória em que o público sempre foi ouvido e atendido. Uma geração inteira acompanhou o crescimento da dupla, se sentindo parte essencial de toda a história da carreira.

 

6) Estrutura emocional

A pressão pelo sucesso também é uma constante na série documental da história da dupla. Vemos que a estrutura da família e o cuidado com a saúde mental são fatores essenciais para manterem o ritmo de trabalho. Entendem o valor da vulnerabilidade e que o fracasso faz parte de todo o processo de evolução.

 

7) Comunicação é conexão

Eles estiveram longe da grande mídia por bastante tempo e depois de anos realizam uma turnê que se torna a segunda maior do mundo em 2019, quer dizer que ainda existe conexão com um público imenso. Comunicação não  é só estar na imprensa. Comunicação é conexão: é imprimir emoções e memórias dentro do outro.

 

8) O fim da dupla só aconteceu porque deu tudo certo!

Devemos destruir a crença de que todo final é sinônimo de fracasso. Sandy e Junior são prova viva de que todos os objetivos foram realizados com sucesso. Defino a dupla em uma frase: ENTREGA de alto nível e de valor.

Amanda Takassiki
Amanda Takassiki
Acompanhe:
“Sandy e Junior: A História” – Um show de Relações Públicas

Comentários

13248