Você precisa de papel e caneta

Comunicação na pandemia: Um erro das RPs?
26 de maio de 2021
Fábio Polisel conteúdo tiktok
Engajamento e entretenimento: a produção de conteúdo para o TikTok
10 de junho de 2021

Você precisa de papel e caneta

Essa é minha letra cursiva:

E essa é minha letra de forma:

Claramente você pode perceber que não tá fácil pra mim e nem pra ninguém que precisa ler a minha letra. Por isso eu sempre recorri às tecnologias, tomando notas em aplicativos e gadgets.

Com o tempo eu fui percebendo que existem dois tipos de “notas” que a gente toma:

  1. aquelas corriqueiras, de coisas simples pra gente lembrar depois – como lista de compras ou algum compromisso;
  2. e aquelas que a gente precisa tomar enquanto presta atenção em um tema, que ajudam a gente a memorizar o conteúdo e lembrar dele depois – usualmente durante uma reunião.

Distração
Eu era uma pessoa que, independente da ocasião (e por consequência da minha letra) sempre tomava notas digitalmente. Algumas vezes eu me peguei na situação onde eu perdi o foco no tema da reunião pq fui distraído por outras coisas que apitavam ou pareciam ser rapidinhas de se resolver (só uma mensagem rapidinho).

Acontece que tomar nota em dispositivos digitais, apesar de facilitar em alguns pontos, traz outros probleminhas: o digital limita a nossa visão ao que está apenas na tela, abre diversas portas para distrações como alertas de mensagens, notificações de instagram, e são menos práticas de se editar durante a reunião.

Atenção
Alguns poucos anos atrás eu resolvi começar a fazer as minhas anotações de reunião em papel e caneta. Mas mais do que isso, (e acho que principalmente) passei a colocar de lado o celular, fechar o computador (caso tivesse ele por perto) e dedicar o máximo de atenção àquilo que estava fazendo.

Na histórica guerra dos sexos (as próximas linhas contém estereótipos, preconceitos históricos e figuras de linguagem), as mulheres costumam dizer que são multitarefa. Já os homens carregam o estereótipo de que não conseguem fazer duas coisas ao mesmo tempo. A realidade (e estudos comprovam) é que nenhum ser humano consegue fazer duas coisas bem feitas ao mesmo tempo. A gente até consegue enrolar bem, mas uma hora vai dar ruim.

Prestar atenção no que você está fazendo, como participando de uma reunião, nos ajuda a assimilar o conteúdo e a lembrar deste tema e de seus detalhes no futuro. A gente já até tem esse comportamento em eventos ou congressos, por exemplo, mas negligencia isso em reuniões do dia a dia onde estamos tentando resolver várias coisas ao mesmo tempo – o que, no final, é ineficiente e improdutivo.

Anotação
O processo de anotar, sem distrações, é um aliado da atenção. Ajuda a gente a trabalhar melhor e de forma mais eficiente, gastando menos tempo (e sofrendo menos) quando precisamos voltar em assuntos que se alongam por algum período de tempo.

Hoje eu divido minhas anotações em dois blocos:

  1. O primeiro tem os populares “to-dos”, ou a lista de tarefas. Muda todo dia, cada dia tem uma página com o que eu preciso fazer naquele dia, e o que eu não posso esquecer de fazer em breve. Este estou testando migrar pro mundo online 🙂
  2. Já o segundo é um “HD externo” da minha memória. Nele eu tomo nota de cada uma das reuniões que participo. De forma organizada, destaco os temas importantes, as responsabilidades assumidas e tarefas pendentes (minhas e dos outros), mas principalmente o contexto das decisões que tomamos e que podem facilitar nos processos de mudança de percurso no futuro. Ele é extremamente útil especialmente para temas ou projetos que serão trabalhados durante vários meses.

Tem gente muito melhor em criar anotações lindas, do que eu. Usam cores, símbolos, mil coisas – eu invejo. Mas o simples hábito de largar as distrações, focar no que estamos fazendo e anotar, em papel e caneta, tem se mostrado uma das melhores decisões que eu adotei na minha carreira. Longe de ser padrão, encontrei uma forma minha com a qual me sinto seguro e confortável, e isso é o mais importante.

Separei aqui alguns bloquinhos e cadernos pra você começar.
E aqui algumas canetas bacanas também.

Pedro Prochno
Pedro Prochno
Eu adoro as Relações Públicas e tudo que engloba esse mundo. Sou graduado em RP, com um MBA pela FGV. Mergulhador tech, DJ, amante de arte. Adoro fazer perguntas, viajar, conhecer novas culturas, pessoas e formas de se ver o mundo!
Acompanhe:
Você precisa de papel e caneta

Comentários

13359