Comunicação: a habilidade da década

O futuro que o RP quer ter
2 de dezembro de 2021
O que ser vendedor me ensinou sobre Inbound Marketing
14 de janeiro de 2022

Comunicação: a habilidade da década

Nos últimos anos, muitos especialistas já apontavam a comunicação como uma das habilidades mais importantes para qualquer profissional, em todas as áreas e estágios de carreira. Uma matéria publicada no dia 18 de outubro pelo jornal Valor Econômico trouxe uma pesquisa que mostrou que a pandemia levou os presidentes das empresas a refletirem de forma profunda sobre suas habilidades e que o novo estilo de liderança – imposto por um cenário tão incerto – exigirá que eles aumentem a quantidade e a qualidade da comunicação.

No momento em que todos tivemos que rever, de forma forçada e urgente, o nosso formato de trabalho, isso faz total sentido: quem empreende teve que pensar em novos caminhos para conversar com os seus públicos e, quem está no corporativo, passou a ter a atuação praticamente toda on-line, já que muitos escritórios foram fechados.

Em agosto de 2020, o LinkedIn também publicou uma pesquisa mostrando que a comunicação se tornou a habilidade mais valorizada pelos empregadores, sendo, muitas vezes, priorizada em relação às competências técnicas.

Em resumo, uma boa comunicação é, mais do que nunca, essencial para a empregabilidade de qualquer profissional. Além disso, Peter Drucker, o “pai” da administração, fala que 60% de todos os problemas das empresas resultam de falhas de comunicação. Ou seja, temos aí um mar de oportunidades para nós, profissionais de área. Nossos conhecimentos estão cada vez mais necessários e valorizados.

Mas, hoje, quero trazer uma outra reflexão aqui: como está a SUA habilidade de comunicação?

A boa comunicação é sinônimo de liderança e abre caminhos para oportunidades. Quando precisa e eficaz, traz conexão e influência; inspira e engaja. Se você não se comunicar de forma assertiva, acessível, autêntica, humanizada e presente, você provavelmente não será um profissional reconhecido e valorizado. Essa é a nova regra do jogo.

Um ponto importante: tudo comunica. Ammy Cuddy, professora e pesquisadora da universidade de Harvard, fala que, quando conhecemos alguém, fazemos, de forma inconsciente, duas perguntas na nossa cabeça:

  1. Posso confiar nessa pessoa?
  2. Posso respeitar essa pessoa?

E essas percepções em relação ao outro são fundamentadas tanto na comunicação verbal como na não verbal. Nossas roupas comunicam. Nossa pontualidade, nosso linguajar, nossa postura física e até nosso ambiente – sua casa está aparecendo nas suas reuniões on-line; o que será que ela diz sobre você?

A boa comunicação envolve, basicamente, dois aspectos principais: o conteúdo (informação que você tem para dividir) e a expressão (a forma como você faz isso). E a maior parte dos problemas está justamente nesse segundo ponto, pois é aqui que acontecem os maiores ruídos.

O bom comunicador é eficiente em transmitir sua mensagem e é assertivo para comunicar suas ideias de forma apropriada e respeitando os dos outros. Ele cuida da forma e não só do conteúdo; tem sensibilidade para escolher o melhor canal de comunicação; é empático, ouve e respeita as opiniões dos outros. Além disso, é um bom ouvinte, e sabe identificar qual é a hora de falar e como falar.

Simon Sinek, o autor de “Comece pelo porquê: Como grandes líderes inspiram pessoas e equipes a agir”, fala que não importa o quanto você sabe sobre algo; o que importa é a facilidade com que o outro consegue te entender.

O verdadeiro significado de desenvolver uma boa comunicação está em se conectar com outras pessoas. E, em um mundo em que a atenção vale muito, essa conexão é ouro. Por isso, aprimore a sua capacidade de comunicação. Desenvolva-a em todos os sentidos; compartilhe o seu conhecimento, para que mais pessoas tenham acesso àquela informação.

Acredite: esses serão fatores cada vez mais determinantes para a sua reputação.

Daniela Trolesi
Daniela Trolesi
Relações Públicas, com pós-graduação em Marketing e MBA em Gestão de Negócios pela USP. Com mais de 20 anos de experiência nas áreas de Comunicação e Branding, sou sócia-fundadora da Fortius Comunicação e Reputação e ajudo executivos, empreendedores e profissionais liberais que querem alavancar suas marcas pessoais, carreiras ou negócios a construírem um posicionamento de marca estratégico, consistente e coerente para que gerem valor para as pessoas, se destaquem e sejam reconhecidos em suas áreas de atuação.
Acompanhe:
Comunicação: a habilidade da década

Comentários

13578