História com emoção e verdade rende palco em Cannes Lions

14 cases brasileiros concorrem na categoria PR Lions em Cannes
19 de junho de 2017
RP Week e Prêmio Universitário Aberje: venha dar visibilidade a sua carreira desde cedo!
19 de junho de 2017

História com emoção e verdade rende palco em Cannes Lions

PR Lions Cannes Lions 2017

Neste domingo, 18 de junho, o Festival de Cannes Lions esteve repleto de atrações memoráveis associadas ao universo das relações públicas: inovação, criatividade, educação para inclusão, apoio às lutas sociais e storytelling.

Em meio à programação intensa, foi preciso parar e dedicar alguns instantes à essência do storytelling e como funciona na prática, quando os comunicadores recebem o desafio de lançar uma campanha que precisa engajar milhares de pessoas.

The Power of Storytelling to Touch People’s Hearts (“O Poder do Storytelling para tocar o coração das pessoas”) foi tema do painel dos speakers: Flavio Machado, Vik Muniz e Daniela Thomas da SRCOM/Filmmaster (Brasil). Ao longo de 45 minutos, conseguiram fazer a plateia se emocionar e vibrar ao relembrar os desafios de promover um evento como as Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2016.

PR Lions Cannes Lions 2017

O palco para a palestra sobre Storytelling contando o case das Olimpíadas do Rio 2016.

Aprendizados das Olimpíadas 2016

Palavras da cineasta Daniela Thomas, “Gambiarra, cultura/autoestima de ser brasileiro e mensagem” foram os pilares que nortearam a abertura oficial das Olímpiadas. Gambiarra porque todo bom brasileiro sabe fazer de um limão, uma excelente limonada. Cultura, pois o país é riquíssimo em diversidade racial, étnica e histórica. E mensagem, já que é o melhor caminho para se comunicar com os públicos de interesse.

Em um comparativo com as três últimas Olimpíadas, cujos investimentos foram altíssimos em estrutura de palco e cenografia, Daniela comenta que o desafio foi transformar o budget (orçamento) disponível, em “beleza comunicativa”. Foi preciso reunir tudo que havia de mais representativo no país e unificar em dança, música e efeitos especiais, com materiais muito simples como elásticos de plástico.

Relembre o cenário político e econômico

Não faz muito tempo, logo você deve lembrar que havia muita instabilidade referente ao possível impeachment da presidenta Dilma Roussef. Isso foi fator fundamental para que a mídia nacional e internacional noticiasse que aconteceria a pior Olimpíada de todos os tempos.

Como RP’s, sabia-se da crise de imagem institucional do país e do impacto que isso gerou quanto a nossa reputação para sediar um evento de tamanho porte e prestígio. Ao mesmo tempo, seria injusto perder a oportunidade de mostrar a real essência da nossa nação, em termos não só culturais, mas também de potencial profissional para sediar essa categoria de evento.

Qual a saída para resolver esse problema e dar a volta por cima?

Aproveitar o que os brasileiros têm de melhor, sua criatividade, e apresentar um verdadeiro espetáculo cultural! Após a cerimônia de abertura, o jogo virou e todos os canais midiáticos, bem como celebridades renomadas, elogiaram o poder de superação do Brasil frente a tantas diversidades; além de renovar a autoestima dos próprios brasileiros. Novamente, reforçou a necessidade de reflexão sobre o poder de uma boa história.

Em diversos momentos, os speakers apresentaram highlights de vídeos das Olimpíadas e era perceptível o sentimento da platéia sobre as emoções e sensações que foram despertadas. Nesses momentos, tínhamos certeza de que a nossa história  foi bem contada durante as Olimpíadas, ainda que o teto estivesse desmoronando sobre as nossas cabeças, em termos de economia e política.

Por que Cannes Lions valoriza o Storytelling?

Cannes Lions valoriza o storytelling porque não existe comunicação estratégica e efetiva sem um bom e verdadeiro enredo. Esse time de profissionais brasileiros subiu ao palco do Festival para contar a realidade e desafios de trabalhar em algo tão grandioso, em um período tão turbulento.

Em entrevista com Daniela Thomaz, afirmou que: “É o momento de se empoderar, falar com convicção e autoestima porque não devemos nada. […] A gente tem uma longa estrada para melhorar a questão social do Brasil, mas de resto, somos muito bons.”

Se você precisa mergulhar ainda mais nesse universo do storytelling, não deixe de participar do workshop do Rodrigo Cogo, que vai acontecer na RP Week #4 no dia 13 de julho. “Como as empresas contam suas histórias” fala muito sobre quem elas são ou desejam ser. E se você é um RP que quer fazer a diferença na sua carreira, dominar essa área vai abrir portas para planejamentos e campanhas mais inovadores e eficazes. Quem sabe a  história que você contar se torna um leão de Cannes?

Invista na sua carreira, mãos à obra e siga acompanhando tudo sobre PR no Festival, aqui no nosso blog!

Thais Gonçalves
Thais Gonçalves
Acompanhe:
História com emoção e verdade rende palco em Cannes Lions

Comentários

11941