Tendências em Comunicação | 2013

Etiqueta e boas maneiras: A imagem que você deseja transmitir.
10 de abril de 2013
A linguagem emocional na comunicação
17 de abril de 2013

Tendências em Comunicação | 2013

Hoje de manhã (11/4) participei aqui na FIAP de um avento da agência LiveAD que trouxe as principais novidades e tendências abordadas em dois mega eventos que aconteceram nos EUA no começo do ano: o SXSW e o TED2013. Em pouco mais de 2h30 os gestores da Live e a platéia (95% composta por funcionários da Live) compartilharam conhecimento. Pararam algumas horas de seus dias de produtividade para aprender, voltar às bases, refletir sobre o que está sendo falado e feito por ai e que poder ser, de alguma forma agregado, para melhorar o que fazemos.

O primeiro ponto que eu destaco do encontro foi a fala de um dos heads da agência que disse que eles consideram o SXSW e o TED os dois eventos mais relevantes para se tirar insights e tendências para o rumo que a comunicação deverá tomar (naturalmente ou impostamente – pelo comportamento das pessoas) nos próximos anos. Você conhece estes eventos? Tá na hora né? hehe

Ao longo do papo eles abordaram coisas em 7 grandes temas (pincelo alguns deles na sequência):

_Serendipidade (eu nem sabia que essa palavra existia)
_Behavior design
_Constructive disruption
_ esse aqui eu esqueci qual é :-S
_Crowdsourced economy
_Social good
_WTF & beyond

_Serendipidade | Ao aprender o que significa “serendipidade” eu fiquei mega entusiasmado pois acredito muito nela, na descoberta de coisas ao acaso, por se deparar com coisas que acontecem e de lá tiramos algo novo. Mais do que isso, a capacidade e a importância que devemos dar ao aprendizado de coisas que em tese parecem não ter importância pois de lá podemos criar algo novo e que faça sentido para nós e nosso trabalho.

_Behavior design | Todos sabemos que uma parcela do trabalho do comunicador sempre está associada à intuição. Por vezes priorizamos um canal ou uma forma de comunicar à outra por mera intuição. O pessoal da Live bateu bastante na tecla do quão é importante buscarmos embasamento científico e linear no trabalho de comunicação. Uma outra coisa falada neste tema foi o poder do “take baby steps” no sentido do incrível potencial transformador que mudar pequenos hábitos podem ter. Acredita-se que promover pequenas mudanças rotineiras podem ter um poder transformador da sociedade muito maior do que mudar algo esporádico e grande. Já tentou beber os 2 litros de água por dia? Pq você não consegue? Já parou para pensar no que fazer para conseguir? 🙂

Neste ponto fica a sugestão de descobrir o que é o www.99u.com e bisbilhotar o livro “Making ideas happen” do Scott Belsky.

Por fim o conceito de “hackear” (que é muito diferente de invadir computadores) foi bastante explorado em como pode ser aplicado ao mundo da comunicação. Hackear é, por essência, mudar o que já existe; agregar; melhorar o que temos. Já imaginou como fazer isso com a comunicação? vejam o site da www.sugru.com e o conceito que eles usam para se posicionar. Isso mostra o quanto marcas tem que estar abertas à inputs e interferências, em seus produtos, serviços e processos, por parte dos consumidores e pessoas de interesse.

_WTF & beyond – What the fuck and beyond | Esse foi o tópico mais louco, claro. É o nome de um dos blocos do SXSW. Novamente vi o conceito e a importância do “BigData” (que abordei nesse post aqui). Big Data é algo novo que surge na questão de cruzarmos e analisarmos dados. Isso já é bastante usado em e-commerces e no Facebook, Google. É a forma pela qual eles conseguem te entregar anúncios de coisas que tem a ver com você. Uma frase incrível que a Live escutou no SXSW e eu achei pertinente é a seguinte (coloque-se na cabeça de um americano para melhor aproveitamento hehe):

Data is like bacon. When you see it raw on the market doesnt seems attractive, but when you cook it you can see how delicious it is. (Dados/informações são como o bacon. Quando você o vê “in natura” ele não parece gostoso, mas quando você o frita, ai sim ele fica delicioso)

A apresentação foi fechada com uma pergunta que eu coloco abaixo. Deixo junto um vídeo/música de um “remix/mashup” do TED2012 para ajudar a pensar! Compartilhe o que você acha conosco!

Como vamos dialogar no futuro?

Obrigado Tânia Pereira pelo convite e Rodrigo Vieira da Cunha pelo reencontro! 😉

Pedro Prochno
Pedro Prochno
Sou fã das Relações Públicas*! Graduado em RP e com um MBA pela FGV, sou empreendedor na área e gerente de comunicação da Uber. Sou Pai do “relações”, Mergulhador, DJ e mto curioso! Adoro viajar, conhecer novas culturas, pessoas e formas de se ver o mundo!
Acompanhe:
Tendências em Comunicação | 2013

Comentários

6458