Influenciador digital e a mídia espontânea

Comunicação: 4 dicas infalíveis para comunicar all-line
30 de março de 2017
Construção e gestão de reputação digital: quem é o RP na fila do pão?
12 de abril de 2017

Influenciador digital e a mídia espontânea

Que toda marca necessita estar em constante contato com seus públicos nós sabemos,  e as estratégias mais comuns para esse relacionamento se consolidar são através dos influenciadores digitais.

Os influencers vieram com tudo no meio digital para promover divulgação de marcas e o principal, transmitir para seus seguidor a relação de confiança com as marcas, o que faz esse relacionamento se tornar efetivo não somente online.

A comunicação all-line é o pilar da estratégia de Inbound PR, e dela fazem parte quatro tipos de mídia: mídia própria, mídia social, mídia espontânea e mídia paga.


Mídia espontânea e a relação com os influenciadores digitais

Neste texto, vamos falar um pouco sobre mídia espontânea e a relação dela com os influenciadores digitais, e claro, da importância deste meio de comunicação para visibilidade de uma marca e a proximidade com seus públicos que a mídia espontânea proporciona.

Mídia espontânea é sinal de que a marca está agindo certo ao produzir e disseminar seu conteúdo. Podemos definir este tipo de mídia como a exposição de uma marca apresentada de forma espontânea, como se fosse o feedback de seu cliente sobre seus produtos/serviços, ou aquela famosa e antiga propaganda boca a boca.

Ao produzir conteúdo para as mídias sociais, as marcas esperam gerar engajamento e de forma natural despertar em seus públicos a vontade de interagir com a marca, propagando de forma espontânea suas opiniões sobre a mesma.

Vale lembrar que as “reclamações” que muitas vezes surgem nestas publicações servem de termômetro para as empresas avaliarem seu desempenho e seus possíveis erros.

O potencial que este tipo de mídia tem deve ser aproveitado para disseminar a marca em um maior alcance e com mais credibilidade. Quando o consumidor tem interesse em algo, ele busca informações por conta própria, e se a sua marca está sendo divulgado pelo blogueiro favorito, por exemplo, do seu futuro cliente, é um bom motivo de influência de compra.

Quando a sua marca alcança espaço na mídia espontânea, é sinal de que todos os investimentos em mídia própria e na qualidade de serviços e atendimentos prestados estão dando retorno.

Ter uma matéria publicada em uma veículo de comunicação influente ou ser alvo de comentários positivos em publicações digitais, aumenta o alcance da marca e contribui para uma reputação favorável.

Influenciadores digitais

Digital influencers: heavy users de redes sociais que acabam impactando nas decisões de consumo e relacionamento de seus seguidores com determinadas marcas.

Agora vamos falar um pouquinho sobre o influenciador digital/opinião, aquele blogueiro fitness que você segue no instagram ou aquela youtuber que fala sobre tendência da moda e posta os mimos recebidos todos os dias.

Podemos definir o influenciador digital como a pessoa que detêm o poder de impactar nas decisões de consumo da comunidade que por ela é atingida. Assim, torna-se um ponto-chave em relação a formação de mídia espontânea.

As redes sociais criam e disponibilizam cada vez mais ferramentas dentro dos aplicativos que possibilitam os influencers a produzirem conteúdo por meio de diversas estratégias, o que estimula o crescimento parcerias destes influenciadores com as marcas. Um exemplo é o Instagram, que recentemente criou a aplicação IGTV, permitindo os influenciadores digitais disponibilizarem em seus perfis conteúdos mais longos.

Este tipo de relacionamento de uma marca com o influenciador digital gera grande visibilidade para as empresas, mas para que isso aconteça de forma efetiva o embaixador da marca devem possuir uma comunidade significativa de seguidores.

Para que você tenha um maior retorno nas suas ações de mídia espontânea é importante considerar:

  • O alcance do embaixador da sua marca – sempre importante observar e mensurar a comunidade de seguidores e pessoas atingidas por esse influenciador digital, além do poder de alcance que ele possui, o que é variável de acordo com o contexto que a persona está inserida.
  • O segmento que ele atua é o mesmo da sua marca – se você é uma marca de alimentos saudáveis por exemplo, você deve optar por trabalhar com influenciadores que possuam estilo de vida saudável e propagam isso.
  • As personas da sua marca são influenciadas por esse embaixador? – O público que busca informações e utiliza seu produto ou serviço é o mesmo que encontra-se na comunidade de seguidores do seu embaixador? Nesta etapa é importante observar se a persona do seu negócio é semelhante a persona do influenciador digital, e isso exige uma prévia pesquisa de públicos.
  • O seu futuro embaixador é engajado com seu público? Não adianta só propagar a marca. Para firmar visibilidade efetiva para a sua marca, o influenciador digital precisa estar engajado e próximo de seus seguidores.
  • Ele produz conteúdo de qualidade e com frequência? – se você quer ser bem lembrado, verifique se está sendo divulgado pelo influenciador certo. A frequência e a forma com que o influenciador se comunica com seus públicos são ponto chave para a sua marca ser disseminada de forma positiva e efetiva.

Conquistar a mídia espontânea é um meio efetivo de garantir engajamento e gerar confiança com seu público. Se você quiser se aprofundar um pouco mais sobre essa temática, clique aqui e conheça a programação do RP Weekend, que vai abordar a influência muito além do digital.

Você vai gostar de ler:

Cannes 2018: o ano da Influência em PR Lions?
Influenciadores: conheça a Youzz, plataforma de gestão de influência para marcas nascida em Portugal
A RP WEEKend vai rodar o Brasil

 

*Por Raíssa Grandini
Raíssa é graduada em Relações Públicas e integrante do Time de Voluntários de Conteúdo da RP Week 2017.

Influenciador digital e a mídia espontânea

Comentários

11604